Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Betim - MG e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Betim - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Linkedin
Rede Social Youtube
Rede Social Twitter
Rede Social WhatsApp
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
27
27 ABR 2022
CULTURA
Irmandade do Rosário da Colônia Santa Isabel, em Betim, celebra jubileu de dez anos e lança construção da Capela
enviar para um amigo
receba notícias
A tradição do Congado é marcada pelo exemplo de força e perseverança, de resistência e de resiliência. E não é diferente com a Irmandade Nossa Senhora do Rosário da Colônia de Santa Isabel, em Betim. Depois de dois anos praticamente reclusos por conta das restrições da pandemia, os congadeiros da região do Citrolândia ainda tiveram o dissabor de ver a sede da irmandade  inundada pelas águas do rio Paraopeba, que transbordou com as fortes chuvas de janeiro. A situação foi agravada pela lama com dejetos de minério que estava no leito do rio e que também invadiu várias casas da região. Mas nem a pandemia, nem as enchentes foram capazes de esmorecer a Irmandade, que continuou com suas atividades internas, conforme a tradição. Quando as águas baixaram, a comunidade uniu forças para reconstruir sua sede, denominada Senzala. E tudo isso é motivo para celebrar e agradecer durante o jubileu de dez anos da irmandade, celebrado no próximo domingo, 1º de maio.

O capitão da Guarda de Moçambique de Nossa Senhora do Rosário da Colônia de Santa Isabel, André Bueno, explica que a festa não será tão grande quanto as outras já realizadas devido aos prejuízos causados pela enchente e também ao fato dos integrantes ainda estarem inseguros em relação ao coronavírus. “Nosso festejo tinha uma peculiaridade que era quando a imagem de Nossa Senhora do Rosário chegava em uma barca, no Rio Paraopeba e logo depois seguia em cortejo até a Senzala. Esse ritual remetia às antigas tradições orais que contavam que a santa fora retirada do mar pelos escravos. Infelizmente a barca foi completamente destruída pelas enchentes e outra ainda não foi colocada em seu lugar”.

Mas o capitão pondera que "apesar das adversidades, é momento de celebrar e não de lamentar. E é em honra a toda a tradição de resistência do Congado que cada um de nós representa que vamos dar início à construção da nossa Capela”. 

Patrimônio Imaterial
O Reinado de Nossa Senhora do Rosário da Colônia Santa Isabel é um bem imaterial de Betim, um patrimônio cultural municipal registrado pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural de Betim desde 2019 e também recebe ações de salvaguarda da prefeitura. O secretário municipal de Arte e Cultura, Gê Rodrigues, afirma que “promover a visibilidade e a valorização desse patrimônio dentro da comunidade é fator decisivo para transmitir a toda Betim a mensagem de grandiosidade e de importância que a memória histórica do Congado tem no município”.

Jubileu de dez anos da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário da Colônia de Santa Isabel

Dia 1º de maio
8h - Missa Igreja Matriz de Santa Isabel
9h – Cortejo da Guarda de Moçambique de Nossa Senhora do Rosário da Colônia de Santa Isabel, partindo da Igreja Matriz;
- Reinauguração da Senzala (Sede da Irmandade)
- Lançamento da Construção da Capela
Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia