Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Betim - MG e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Betim - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Linkedin
Rede Social Youtube
Rede Social Twitter
Rede Social WhatsApp
Formação Histórica

Formação Histórica

Betim surgiu quando Joseph Rodrigues Betim, cunhado do bandeirante Fernão Dias Paes Leme, obteve do Conselho Ultramarino da Corte Real Portuguesa, em 1711, a Carta de Sesmaria relativa ao território localizado no Vale do Ribeirão da Cachoeira, hoje Rio Betim, cujas terras pertenciam à imensa Vila Real de Sabará.

No ano de 1754, o povoado passou a ser conhecido como Arraial da Capela Nova de Betim. Em agosto de 1797, Bernardo José Lorena, Conde de Sarzedas, assumiu o governo da Capitania de Minas e criou novos distritos, entre eles, Capela Nova de Betim.

O território Quiterense, hoje Esmeraldas, foi elevado a município em 1901 após uma reforma administrativa. Capela Nova de Betim passou a integrar esse município.

Em 1910, chega à cidade a Estrada de Ferro Oeste de Minas. As inúmeras estações e paradas da estrada de ferro configuram algumas ocupações no seu entorno. A construção da estrada de ferro, rumo ao oeste e ao sul, auxilia na fixação de espíritos empreendedores, que acreditam na vinculação da economia municipal à metrópole prometida.

Em 1938, Betim foi elevado a município, através do Decreto do Governador Benedicto Valladares Ribeiro, de 17 de dezembro.

Em 1941, o governo do Estado cria, no então município de Betim, o Parque Industrial, reconhecendo, de certa forma , o potencial da região e ao mesmo tempo despertando as elites econômicas locais para a instalação de novas indústrias na sede.

Já em1948, os municípios de Contagem e Ibirité são desmembrados do território de Betim. Até essa década, a economia da cidade baseava-se na atividade agropecuária, cuja produção era escoada através da rede ferroviária.

No final dos anos 40, foram implantadas as primeiras indústrias de porte significativo, como a Cerâmica Brasiléia , em 1942, a Cerâmica Ikera, em 1945, e finalmente, a Cerâmica Minas Gerais, em 1947 , além de algumas siderúrgicas de ferro-gusa. Inicia-se o fenômeno de industrialização do município, que prossegue durante a década de 50 com a inauguração da rodovia Fernão Dias.

Em 1958, é asfaltada a Fernão Dias, o que reforça os loteamentos ao longo do novo eixo de expansão industrial da Região Metropolitana.

Na segunda metade da década de 60, surge o primeiro grande empreendimento industrial no município, a Refinaria Gabriel Passos, implantada em 1968 e responsável pelo desenvolvimento de muitas atividades complementares, como o comércio atacadista de combustíveis.

Com o planejamento da Região Metropolitana de Belo Horizonte, ficam reforçadas as potencialidades de localização industrial e de desenvolvimento urbano em Betim. Ocorre a ocupação de grandes espaços do município pela indústria, com a criação do Distrito Industrial Paulo Camilo, na segunda metade da década de 70, e com a implantação da Fiat Automóveis S/A, em 1976 , e suas indústrias-satélites, resultando na formação do segundo pólo industrial automobilístico do país.

No início dos anos 80, a população cresce vertiginosamente chegando a 82.601 habitantes. Betim foi considerada uma das cidades que mais cresceu em todo o País. Mas a crise econômica promove uma desaceleração do processo de crescimento.

A partir da década de 90 há uma retomada no crescimento de Betim, que passa a atrair novas indústrias em decorrência da saturação de áreas industriais em outras regiões e da necessidade de adequação do parque industrial aos padrões de concorrência impostos pelo mercado externo, tal como programas de qualidade total e processos de terceirização.

 
Seta
Versão do Sistema: 3.1.7 - 02/12/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia