Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Betim - MG e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Betim - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Linkedin
Rede Social Youtube
Rede Social Twitter
Rede Social WhatsApp
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
05
05 MAR 2022
Betim cobra da Copasa soluções efetivas para crise de abastecimento no município
enviar para um amigo
receba notícias
Em reunião realizada na manhã deste sábado (5) entre a gestão municipal e representantes da Copasa, a prefeitura cobrou, novamente, uma solução definitiva por parte da concessionária para a crise de abastecimento de água que afetou diversos bairros da cidade. Betim cobrou, também, mais transparência da companhia sobre as ações de reparo da adutora rompida - que provocou a interrupção do fornecimento de água em pelo menos três regiões do município - e sobre as medidas alternativas adotadas para amenizar o problema. A prefeitura ressaltou a necessidade de clareza e objetividade nas informações passadas pela Copasa para que a administração possa se preparar para eventuais ações emergenciais e para que a população seja constantemente atualizada sobre o andamento dos trabalhos. 

A companhia informou que a operação de desvio do abastecimento pelo Sistema Rio Manso foi iniciada na noite desta sexta-feira (4). Segundo a Copasa, o sistema foi interligado às redes e adutoras que abastecem a região de Vianópolis, o que dará fôlego para o fornecimento de água aos bairros daquela área.

A concessionária declarou, também, que será instalado, na segunda-feira (7), um sistema com 600 mm de diâmetro para contribuir com o abastecimento. Essa etapa deve durar cerca de 20 dias. Na reunião, representantes da companhia admitiram que o fornecimento de água de outros municípios está sendo desviado para Betim no intuito de amenizar o problema.

Situação de emergência

Em decorrência do rompimento de adutora da Copasa localizada na travessia do Rio Paraopeba, vários bairros das regiões Centro, Vianópolis e Norte tiveram o fornecimento de água comprometido. A região de Vianópolis é a mais afetada até o momento, com mais de dez bairros sendo abastecidos apenas por meio de caminhões-pipa da concessionária. 

Nesta sexta (4), nove escolas da rede municipal de ensino tiveram as aulas suspensas em consequência do desabastecimento. Além disso, unidades de saúde e de assistência social também registraram falta de água e precisaram ser abastecidas por caminhões-pipa. Diante desse cenário, a Prefeitura de Betim decretou situação de emergência no município. Conforme estabelece o documento nº 43.272, publicado em edição extra do Órgão Oficial, todas as pastas da administração direta e indireta estão autorizadas a adotar as medidas necessárias para minimizar os efeitos causados pela interrupção do abastecimento. Além disso, a prefeitura recomenda aos cidadãos o uso racional da água a fim de evitar a escassez total no município, o que paralisaria os serviços essenciais à população.

A Prefeitura de Betim ressalta que seguirá cobrando da Copasa uma solução rápida e definitiva para o problema.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia