Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Betim - MG e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Betim - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Linkedin
Rede Social Youtube
Rede Social WhatsApp
Rede Social Twitter
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
FEV
08
08 FEV 2023
ECOS
Cratera em marginal da BR-381 preocupa Prefeitura de Betim
enviar para um amigo
receba notícias

Concessionária Arteris, responsável pela gestão do trecho, informa que obra no local pode durar até dois meses; município cobra celeridade para garantir a segurança na área

A Prefeitura de Betim está cobrando da Arteris Fernão Dias - concessionária que administra o trecho da rodovia que perpassa o município - uma solução definitiva para um buraco que se formou na via marginal da BR-381, na altura do km 494, sentido São Paulo. O problema começou no último mês de dezembro e, desde então, medidas paliativas vêm sendo tomadas pela Arteris, entretanto o município, preocupado com a segurança das inúmeras pessoas que trafegam diariamente pelo trecho, defende providências efetivas de forma imediata. A prefeitura chegou a notificar a concessionária em janeiro. Depois de alguns contatos, uma reunião foi realizada entre as partes no fim da manhã desta terça-feira (7).  

De acordo com a Arteris, o sistema de drenagem subterrânea da rodovia cedeu por baixo do asfalto, abrindo uma cratera de cerca de cinco metros quadrados, interditando metade da via. A empresa informou ainda que as obras de reparação podem durar até dois meses, mas a Empresa de Construções, Obras, Serviços, Projetos, Transportes e Trânsito (Ecos) exigiu caráter de urgência, uma vez que o buraco oferece riscos à segurança de quem passa pela marginal - três linhas de ônibus intermunicipais, além do tráfego intenso de caminhões que atendem à cerca de quinze empresas situadas naquele trecho da marginal da rodovia, dentre outros veículos. O trecho está sinalizado. 

Na reunião, a Arteris informou que os trâmites para o desvio adequado do trânsito para interdição do local dependem da autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG). Isso porque o trânsito não pode ser desviado para dentro de bairros residenciais, pois as vias não comportam a demanda da malha viária. Seria necessário, então, abrir uma nova saída para a marginal como alternativa de acesso durante as obras. 

“A Arteris nos informou que está contratando a empresa que executará as obras no local, mas estamos avaliando a necessidade do fechamento total da via, por conta do aumento da erosão. O local é acessado por veículos de carga pesada, o que pode ocasionar uma ruptura brusca da via e, consequentemente, acidentes graves. Nossa urgência é pela segurança de quem transita pelo local”, explica a presidente da Ecos, Marinésia Makatsuru. 



 
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia