Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Betim - MG e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Betim - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Linkedin
Rede Social Youtube
Rede Social WhatsApp
Rede Social Twitter
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUN
06
06 JUN 2024
SAÚDE
Reestruturação do RH da Saúde: chamamento público tem OS vencedora
enviar para um amigo
receba notícias
Iniciado em março, plano inclui medidas como credenciamento direto de profissionais, processo seletivo e concurso público

 

Em continuidade ao plano de reestruturação dos recursos humanos (RH) da Saúde, iniciado em março, a Prefeitura de Betim concluiu, nesta quinta-feira (6), o chamamento público de seleção da Organização Social (OS) que vai gerenciar as escalas assistenciais da atenção secundária, ou seja, dos serviços especializados, como a saúde mental, e de parte da terciária (pronto atendimento). O Instituto de Saúde Nossa Senhora da Vitória (INSV) contemplou todos os requisitos legais exigidos no edital de chamamento e atestou capacidade técnica aliada à melhor proposta, com isso foi declarada vencedora do certame. O resultado foi publicado nesta tarde, no Órgão Oficial do Município.

A seleção da OS por chamamento público vai substituir o contrato entre o município e o Hospital Evangélico, que chega ao fim em julho. A associação atualmente terceiriza a contratação de profissionais de saúde para o programa Escala Certa, que começou a ser desmobilizado pela prefeitura nessa quarta-feira (5). “Esse contrato entre a prefeitura e o Hospital Evangélico já tinha prazo determinado e será encerrado em julho. Com isso, iniciou-se a convocação desses trabalhadores terceirizados para assinatura de aviso prévio e processo de acerto de todos os direitos rescisórios, que serão respeitados e honrados. Aqui é importante frisar que adiantamos um pouco essa desmobilização para que os profissionais que estão sendo desligados tenham a oportunidade de participar do recrutamento que a vencedora do chamamento público irá realizar. Com isso, acreditamos que de 70 a 80% dos trabalhadores que vão cumprir aviso prévio possam continuar atuando na rede, caso queiram”, explica a secretária municipal de Saúde, Jaqueline Santana.

Conforme cronograma estabelecido no edital de chamamento, com a publicação do resultado e respectivo prazo de recurso (48 horas), o município poderá assinar contrato com a INSV na próxima terça-feira (11). Com isso, a OS já poderá publicar o edital para recrutamento dos profissionais. “Nosso objetivo é que no dia 6 de julho esses trabalhadores selecionados já estejam com contratos celebrados e aptos a atuar na rede. Estamos comprometidos com processos rápidos para que nenhum serviço seja afetado”, complementa Jaqueline.

TAC

A reestruturação do RH da Saúde atende a um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a gestão municipal e o Ministério Público de Minas Gerais em fevereiro. Além do chamamento público, o processo conta com outras três estratégias: um novo modelo de contratação de médicos via credenciamento direto com o município, sem intermediadores, que já está em andamento; a realização de um Processo Seletivo Simplificado (PSS) para contratação temporária de diversos outros profissionais de saúde, que deve ter resultado homologado no dia 17 de junho; e a realização de um concurso público para o preenchimento de 1.340 vagas em diversas especialidades, que terá provas objetivas no dia 11 de agosto.

Além dessas frentes, a Secretaria Municipal de Saúde também está promovendo a recomposição, via PSS, de 109 agentes comunitários de saúde (ACSs), 107 agentes de combate a endemias (ACEs) e nove supervisores de campo. O processo deve ter resultado homologado no dia 24 de junho.

“Como frisamos em março, quando anunciamos o plano de reestruturação do RH da Saúde, o objetivo é eliminar boa parte da contratação indireta, ou seja, terceirizada de profissionais que atuam na rede SUS Betim. Infelizmente, a recomposição do quadro apenas por concurso público é inviável não apenas para Betim, mas para qualquer município brasileiro, porque fica extremamente oneroso, pesado para os cofres públicos, o que comprometeria qualquer gestão. As Organizações Sociais dispõem de isenções fiscais e tributárias como formas de incentivo do governo federal, o que torna a contratação de profissionais por meio delas uma alternativa possível para garantir a prestação de serviços em toda a rede. De qualquer modo, estamos reduzindo significativamente os intermediadores”, ressalta a secretária municipal de Saúde, Jaqueline Santana.

 

 

 

Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia