Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Betim - MG e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Betim - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Linkedin
Rede Social Youtube
Rede Social Twitter
Rede Social WhatsApp
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
23
23 NOV 2021
EDUCAÇÃO
Alunos da rede municipal são premiados na Olimpíada Brasileira de Astronomia
PROCESSANDO ÁUDIO

Mais uma vez, as escolas municipais de Betim brilham nos cenários estadual e nacional e almejam conquistar medalhas internacionais. Os estudantes da Escola Municipal Margarida Soares Guimarães, no bairro Brasiléia, participaram da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), e a aluna Ingrid Fernandes Ferreira, de 15 anos, foi pré-selecionada para as seletivas internacionais em 2022. 

Na manhã desta terça-feira (23), o coletivo de professores realizou a cerimônia de entrega das medalhas àqueles que se destacaram nas avaliações. Foram 9 medalhistas, sendo 4 ouros, 3 pratas e 2 bronzes.

A estudante Ingrid Fernandes Ferreira, medalhista de ouro na OBA e prata na Mostra Brasileira de Foguetes, poderá compor equipes que representarão o Brasil na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astronáutica, no próximo ano. Ela alcançou notas altas na prova da OBA, que é composta apenas por questões discursivas. "No ano passado,  fiquei muito próxima de uma medalha de bronze, mas não consegui. Este ano, me esforcei muito porque queria uma de ouro. Foi um período muito intenso de preparação, aulas e estudos, até que eu conquistei o tão sonhado ouro. A escola contribuiu muito para a minha paixão pela astronomia", comemorou.

Para a equipe que desenvolveu o projeto interdisciplinar na escola Margarida Soares Guimarães, a notícia tem um duplo objetivo: premiar o esforço das alunas durante as etapas da OBA e incentivar os demais a participarem com entusiasmo da construção de conhecimentos relacionados às disciplinas de Geografia e Ciências. De acordo com a professora Lurdinha Paiva Ramos, que trabalha em conjunto com outros professores na escola, a OBA é uma competição que permite a interação entre professores, alunos e o tema de estudo. “O resultado era o que menos importava, mas saber dele agora nos motiva para que mais alunos se interessem por questões relacionadas à astronomia. Estamos muito felizes! Parabenizo a todos os alunos, à equipe de professores, à direção e, principalmente, meus queridos alunos”, aplaudiu.  

Mesmo com as aulas remotas e com o ensino híbrido, uma equipe de professores de cada escola desenvolveu várias ações para despertar o interesse dos alunos. Foram realizadas aulas diferenciadas de Ciências e Geografia. Os professores também trabalharam, dentro da sala de aula, textos temáticos, atividades e vídeos. 

Confira os medalhistas

Ingrid Fernandes Ferreira - ouro

Elloá Lopes Barros - ouro

Marcela Alves Vaillant - ouro 

Graziele Carolina Vieira de Souza - ouro 

Ana Julia Barroso - prata

Nikoly Barros Teixeira - prata

Julia Resende Guimarães - prata

João Victor Xavier Lima - bronze

Débora Valentina Mendes Fonseca - bronze

Seta
Versão do Sistema: 3.1.7 - 02/12/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia