PESQUISE NO SITE
Insira seu endereço de e-mail


Transbetim cria grupo para rever sistema de transporte público
......................................................................................................
 

As melhorias para o transporte público municipal de Betim vão passar a ser debatidas em conjunto pela Transbetim, Câmara Municipal e representantes das empresas que operam o sistema na cidade. A Viação Santa Edwiges, que administra os ônibus do transporte convencional, e cada uma das três cooperativas das vans do sistema de baixa capacidade indicaram dois representantes para integrar a Comissão de Transporte Público Municipal, formalizada na quarta-feira, 10. Esta comissão terá o objetivo de propor soluções para os principais problemas do transporte público municipal. Os usuários do sistema, representados pela coordenação do Orçamento Participativo 2010, também participarão do debate, juntamente com os vereadores da Comissão de Transportes e Obras Públicas da Câmara Municipal.

Para o presidente da Transbetim, Eduardo Lucas, a melhoria dos serviços prestados à população depende da soma de esforços do Poder Público e das empresas que operam o transporte da cidade. "A atual Administração sempre defendeu que a maneira mais justa de governar um município do porte de Betim é com a participação de todos. A qualidade de vida dos betinenses está diretamente relacionada à eficiência do transporte público municipal, e por isso, é preciso que Prefeitura, Câmara e empresas que operam o trânsito estejam empenhadas na construção de uma cidade melhor", destacou.

A primeira reunião do grupo ocorrerá quinta-feira, 18, para discutir a implantação da bilhetagem eletrônica nas vans. Na oportunidade, a Viação Santa Edwiges vai apresentar o sistema implantado nos 101 ônibus que fazem o trans-porte coletivo convencional em Betim. Serão discutidos os custos e tempo necessário à implantação, comercialização e operação do novo sistema.

Segundo o presidente da Transbetim, a ampliação da bilhetagem eletrônica é compromisso do governo desde o início do ano e agora será o primeiro assunto discutido pela Comissão de Transporte Público Municipal. "Desde que os vales-transporte em papel deixaram de ser comercializados, parte da população ficou sem opção de deslocamento. Ampliando a aceitação do cartão, garantiremos o atendimento com conforto, segurança e agilidade".

 

Ação do Ministério Público cobra qualidade no trânsito

 

A Prefeitura de Betim e a Transbetim são alvo, desde 2008, de uma ação movida pelo Ministério Público (MP) resultante de seis inquéritos que denunciam a falta de gerenciamento e fiscalização do transporte e trânsito da cidade. Contra a Administração Municipal pesam as acusações de omissão e negligência, basicamente por não ter cumprido, desde 2004, com suas atribuições referentes aos serviços prestados à população.

De acordo com o vereador e presidente da Comissão de Transportes e Obras Públicas da Câmara Municipal, Wagner Rosa, a criação de um grupo intersetorial para discutir melhorias na mobilidade urbana reflete a preocupação e o compromisso do Poder Público para com os usuários do transporte coletivo. "Até a formação desta Comissão, não me lembro de ter visto cooperativas, empresa operadora e poderes Executivo e Legislativo sentados à mesma mesa para discutir melhorias no sistema", destacou o vereador. Segundo Wagner Rosa, a ampliação da bilhetagem eletrônica, já anunciada pela Transbetim, será a primeira grande conquista da cidade neste sentido.

O presidente da Cooperativa dos Permissionários do Transporte Alternativo de Betim (Cooperbet), Domingos do Nascimento Souza, destacou a importância das vans no sistema de transporte público municipal. "Somos 172 permissionários divididos em 27 linhas. Circulamos em locais e horários específicos, para atender o maior número de pessoas possível. Tentamos garantir a bilhetagem eletrônica nas vans há oito anos, mas só agora vemos real interesse do Poder Público em atender a nossa reivindicação".

 

População ajudará a definir melhorias para o setor

 

Além da atuação da Comissão de Transporte Público, o processo de revisão do sistema de transporte municipal também contará com a participação efetiva e permanente da população de Betim. Serão criados oito sub-grupos de representações regionais com o objetivo de debater problemas e propor soluções para o transporte coletivo em cada região. O primeiro passo será a elaboração de uma pesquisa para diagnosticar a atual situação do sistema.

A partir desta terça-feira, 16, agentes da Transbetim vão acompanhar as viagens dos ônibus e vans para identificar o número de passageiros transportados por trechos, inclusive os usuários com direito à gratuidade. Numa segunda etapa, será feita pesquisa de origem e destino, seguida de um estudo das demandas por regional. Com base nestas informações e nas sugestões colhidas em cada regional, será elaborado um plano de reformulação da rede. De acordo com o cronograma estabelecido pela Comissão, a redefinição das linhas, horários, itinerários, além da implantação da bilhetagem eletrônica e renovação da frota, ocorrerá dentro de 180 dias.

Segundo o presidente da Transbetim, a discussão sobre a melhoria do sistema de transporte público da cidade será incorporada aos debates do Orçamento Participativo 2010, que já estão sendo realizados em todas as regiões. "Redesenhando a rede, poderemos garantir que o transporte atenda a todos os cidadãos, em todos os bairros, de forma universal, confortável, segura e de qualidade, como é nossa obrigação", destacou Eduardo Lucas. 

......................................................................................................

Prefeitura Municipal de Betim

Rua Pará de Minas, 640 - Brasiléia - Betim-MG
CEP. 32.600-412 - Tel.: (31) 3512-3444 / 3512-3000

Resolução recomendada: 1024x768
Última Atualização: Sexta-feira, 29 de Agosto de 2014 às 16:56:29